Home Treinos Galeria Contactos Links

 

         
 

 

 

Sala de Armas do Porto, uma escola de esgrima

A Sala de Armas do Porto surgiu em Julho de 2006, altura essa em que foi feita a escritura, tendo os treinos começado oficialmente no mês de Setembro do mesmo ano. Actualmente, a Sala de Armas do Porto conta com cerca de 15 atletas, que estão repartidos por duas classes: a classe de crianças - conta com praticantes com idades compreendidas entre os 8 e os 14 anos - , e a classe de adultos (vai dos 17 aos 40 e poucos anos).

Actualmente como treinador na Sala de Armas do Porto, Daniel Barros explica como se processam os treinos no novo clube. “Os nossos treinos são repartidos em treinos para as crianças e treinos para os adultos. Os treinos das crianças são mais virados para jogos e para o brincar. E conforme estas crianças vão ficando mais velhas, começamos então a acompanhar a evolução e a apostar neles para que possam vir a participar nas competições nacionais. Já os treinos dos adultos, são mais treinos virados para o lazer, mas ao mesmo tempo, não fechamos a porta à participação dos adultos numa ou noutro competição, que se possa realizar aqui ou ali. Mas de uma maneira geral, posso dizer que até temos três atletas que já participaram em competição, mas mais a nível regional. Os treinos são bons porque temos material novo, uma pista eléctrica para jogar a esgrima e só por isso já valeu a pena fundar este clube”, disse o fundador da Sala de Armas do Porto.

Mas então quais os principais objectivos da Sala de Armas do Porto? Foi o que perguntámos a Daniel Barros, que respondeu de forma directa. “Estamos por conta própria e notamos que há falta de apoios, mas no entanto, ao mesmo tempo, sabemos que somos nós a gerir o dinheiro. Mas o nosso principal objectivo é o de estabilizar as contas do clube e comprar material novo para a sala de armas, que já temos vindo a adquirir com o passar do tempo. Para se vir treinar no nosso clube, apenas pedimos às pessoas que paguem a jóia e não precisam de pagar o material, já que nós emprestamos o material para os treinos. Para além disso, na zona Norte do país, existem apenas três clubes de esgrima, e como tal queremos consolidar o nosso clube e formar bons praticantes de esgrima na nossa zona. Por isso, tentamos pegar nos atletas desde pequenos para que eles possam ter a sua natural evolução e se fixarem como bons atletas da zona Norte do país”, salientou o professor.

Daniel Barros aproveitou esta ocasião para fazer um apelo a todos quanto se interessam pela esgrima. “Faço um apelo para que as pessoas que estejam interessadas em vir praticar esgrima, que não hesitem e venham experimentar este desporto. A esgrima é uma modalidade virada para qualquer pessoa, seja para os rapazes assim como para as raparigas. A Sala de Armas do Porto oferece boas condições e aqui podem fazer uma aprendizagem muito melhor, já que temos um treinador especialmente virado para a iniciação e mais dois treinadores virados para o treino em si. Só para dar uma ideia, já houve tempos em que tivemos mais raparigas do que rapazes e hoje em dia, temos mais rapazes do que raparigas. Por isso, tudo é uma questão cíclica e de dinâmica. Não tenham medo de arriscar, pois podem encontrar aqui um desporto que podem vir a gostar muito”, referiu o responsável máximo da esgrima.

Excertos do texto de Elisa Silva, in Boxing, Nº 20, Junho 2007